segunda-feira, 29 de maio de 2017

ANEMIA FALCIFORME

A Anemia Falciforme é uma doença genética e hereditária, causada por anormalidade de hemoglobina dos glóbulos vermelhos do sangue. Esses glóbulos vermelhos perdem a forma discoide, enrijecem-se e deformam-se, tomando a formato de “foice”.

TRAÇO FALCIFORME:
A Anemia Falciforme não deve ser confundida com o traço falciforme. Traço falciforme significa que a pessoa é tão somente portadora da doença, com vida social normal.

QUADRO CLÍNICO DA ANEMIA FALCIFORME

  • Crises dolorosas: dor em ossos, músculos e juntas associadas ou não a infecções, exposições ao frio, esforços etc.; 
  • Palidez, cansaço fácil, icterícia (cor amarelada, visível principalmente no branco do olho); 
  • Úlceras (feridas) nas pernas nas crianças pode haver inchaço muito doloroso nas mãos e nos pés; 
  • Pode haver também sequestro do sangue no baço causando palidez muito grande, às vezes desmaio e esplenomegalia (é uma emergência) e morte. 
  • Maior tendência a infecções.

TRATAMENTO

  • Medicação para dor,
  • Antibióticos,
  • Aumento da oferta de líquidos,
  • Transfusão sanguínea,
  • Repouso no leito e Cirurgia

ACONSELHAMENTO GENÉTICO
Pessoas que apresentam risco de gerar filhos com hemoglobinopatias graves têm o direito de ser informadas, através do aconselhamento genético, a respeito de todas as implicações dessas doenças.

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM

  • Incentivar ingestão de alimentos ricos em vitaminas e minerais 3 vezes ao dia.
  • Proporcionar ambiente adequado a uma melhor aceitação da dieta. 
  • Informar o paciente da importância da alimentação para a recuperação da sua saúde.
  • Envolver a família na orientação de um plano dietético para o pós-alta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário