quarta-feira, 20 de abril de 2016

MEDICAÇÃO VIA INTRADÉRMICA

FINALIDADE:
Administração de soluções com absorção lenta e, fins diagnóstico.

INDICAÇÃO/CONTRAINDICAÇÃO:
Indicação: diagnosticar reações de hipersensibilidade (provas de PPD para TB), sensibilidade de algumas alergias, dessensibilização e vacina.
Contraindicação: presença de lesões nos locais de aplicação.

RESPONSABILIDADE:
Enfermeiro e Auxiliar de Enfermagem.

RISCOS/PONTOS CRÍTICOS:
  • Aparecimento de edema, rubor e dor;
  • Lesão da derme, se técnica incorreta.

MATERIAL: 
  • Bandeja, 
  • seringa de 1 ml, 
  • agulha para aspirar 25X7, ou 25X8, 13x4.5, 
  • bolas de algodão medicamento prescrito,
  • luvas de procedimento, 
  • álcool a 70%.
DESCRIÇÃO DA TÉCNICA
Ação de Enfermagem
Justificativa
01- Conferir a prescrição  e reunir o material necessário;

01- Evitar erros e facilitar a organização e o controle eficiente do tempo;  

02- Higienizar as mãos;


02-Reduzir transmissão de microrganismos;

03-Desinfetar as tampas e ampolas com álcool 70%;

03-Remover sujidades/microrganismos ;

04- Aspirar o medicamento utilizando agulha de 25x7 e seringa de 1 ml, sem deixar ar no interior;


05- Trocar a agulha por outra de 13x4,5;


06-Levar a bandeja com o material para o quarto do paciente;


07-Explicar o procedimento ao paciente;

07-Reduzir ansiedade e propiciar cooperação;

08-Colocar o paciente na posição mais adequada;


09-Higienizar as mãos e calçar luvas de procedimento;

09- Reduzir a transmissão de microrganismos  e  proporcionar barreira física  entre as mãos e os   fluidos corporais;

10- Ao mesmo tempo em que apoia o antebraço do cliente com sua mão, estique a pele com o polegar e indicador;


11-Introduzir a agulha (somente o bisel apontado para cima) fazendo um ângulo de 15 graus, quase  paralelamente à superfície da pele, com um  movimento delicado, porém firme; jamais aspirar;



12- Injetar lentamente o  medicamento prescrito, e observar a formação de pápula; 


13- Retirar a agulha com um único movimento, rápido e firme;


14-Não friccione nem massageie o local da pápula e oriente o paciente a não coçar nem esfregar o local

14-Evitar causar irritação no tecido subjacente e comprometer a absorção;


15- Recolher o material;

15-Manter o ambiente em ordem;


16- Retirar as luvas e higienizar as mãos;

16-Reduzir transmissão de microrganismos;

17- Checar o procedimento;

17- Informar que a ação foi realizada;

18-Realizar as anotações de enfermagem no prontuário.
18-
                Documentar o cuidado e subsidiar o tratamento; 
        Artigos 71 e 72 do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem (Responsabilidades e Deveres).


RECOMENDAÇÕES:
·         Para testes de alergias e reações de hiperssenbilidade, o local utilizado é face ventral do antebraço (por ser pobre em pelos e local da pele mais claro).
·         Vacina BCG – inserção inferior do músculo deltoide do braço direito.
·         Agulha 13 X 4,5 ou 13 X 3,8
·         Grupo etário: qualquer idade
·         Áreas de aplicação: face ventral do antebraço e  área escapular
·         Administre um volume máximo de 0,5 ml.
·         As seringas de aplicação têm capacidade para 1 ml e apresentam graduações em decimais ou centesimais.
https://www.youtube.com/watch?v=B4FrZ2hGqS8

REFERÊNCIAS:
1.    ARCHER, Elizabeth et al. Procedimentos e protocolos. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.
2.   CARMAGNANI, M. I. S. et al. Procedimentos de enfermagem: guia prático. Rio de janeiro: Guanabara Koogan,
       2009.
3.    KAWAMOTO, Emilia E.; FORTES, Julia I.; Fundamentos de Enfermagem. 2. ed. São Paulo: EPU, 2005.
4.    MANUAL de procedimentos de enfermagem. São Paulo, 2005. Disponível em: <http://www.unifesp.br/spdm/manual_hosp/arquivos/manuais/>. Acesso em: 6 out. 2009.
 5.    SWEARINGEN, Pamela L. Atlas fotográfico de procedimentos de enfermagem. 3 ed. Porto Alegre, Artmed,   2001.
 6.    TAYLOR, Carol et. al. Fundamentos de enfermagem. 5 ed. Porto Alegre: Artmed, 2007.
 7.    TIMBY, Bárbara K. Conceitos e habilidades fundamentais no atendimento de enfermagem. 8  ed. Porto Alegre: Artmed, 2007.



Nenhum comentário:

Postar um comentário